quarta-feira, maio 07, 2008

.Cheguei.


19 de Abril de 2008. Sábado. Curitiba/PR.
Manhã cinzenta e fria, como tantas outras nessa cidade. Acordei cedo, o corpo estranho, pesado. A certeza de que esse seria um dia diferente. Especial. Mal sabia o que ainda estava por vir.
Estava serena e feliz. Mas ao mesmo tempo ansiosa. Não sabia ao certo o que aconteceria, mas tinha a certeza que esse seria um dia diferente na minha vida. E foi com essa certeza que nós fomos ao Hospital Evangélico refazer os exames e ver se havia chegado a hora.
Primeira palavra do médico: não é hoje.
Segunda palavra do médico, 10 minutos depois: É HOJE, ELE TÁ VINDO!!!

15:29h - nesse pequeno minuto tudo mudaria, um giro de 360º foi dado.
Depois de aproximadamente 1 hora todas as minhas certezas mudaram completamente e minha vida já não seria a mesma.
Agora eu já não pensava só por mim e sim por nós!
Aquele pequeno pedaço de gente em meu colo tinha a importância do Universo pra mim. Tudo o que eu pensava e respirava agora tinha nome e sobrenome: Francisco Terra Santos Schimanski.

Nesse dia eu me tornei mãe! E só agora consigo entender o que sempre ouvi de todas as outras mães. Nada mais faz sentido sem ele.

Tento ser o melhor de mim para lhe dar o melhor!!!
Te amo, meu filho!

.É isso.

3 comentários:

Mr. Fart disse...

Que lindo e delicado isto aqui! Que missão magnífica a da maternidade...
Um abraço forte à família!

Alessandra Pilar disse...

valeu.. Mr.
Muito obrigada pelo carinho!
bjo

Tiago Gigli disse...

E olha agora onde as coisas estão. Olha na coleção de micro-histórias de ser mãe.
"Tento ser o melhor de mim para lhe dar o melhor!!!"
Tem sido assim? Parece que sim :)

Related Posts with Thumbnails