sexta-feira, outubro 12, 2007

.:Feliz Dia das Crianças:.

Algum tempo sem atualizar né? As atividades são muitas, as surpresas são maiores ainda, e o tempo anda muito curto. Mas hoje resolvi dar uma passadinha pra homenagear nossas crianças. Que dia delicioso, tenho grandes lembranças desse dia. Dia de ganhar presente, de comer doce até doer a barriga, de brincar na rua, de se sujar sem levar bronca. E o melhor de tudo... dia de feriado!

Eu sempre adorei o Dia das Crianças, lembro quando era pequena que minha mãe me levava pra ganhar doces de São Cosme e São Damião (que eu não fazia idéia de quem eram mas como ganhava um monte de doces eu também não me importava!!!). Era uma tradição nesse dia em São Paulo a gente sair pra fazer algum passeio especial, ir ao Parque Ibirapuera ou ao Shopping, coisa que a moçada faz normalmente hoje em dia mas que lá pelas bandas dos anos 80 era o maior dos passeios. Em Floripa, onde passei a maior parte da minha infância, a diversão era ir pra praia mesmo, fazer castelo de areia, ficar no mar até as mãos murcharem, sair correndo pra casa toda ensopada e cheia de areia pra filá alguma bóia. E bóia de feriado é tudo de bom, ainda mais quando a gente é criança e não precisa fazer a dita cuja ou lavar a louça depois né? Sempre tinha churrasco, tios e tias paparicando, doces deliciosos de sobremesa e uma mesa tão farta como em nenhum outro dia. E o melhor de tudo era depois de se entupir de tudo que é delícia sair correndo pra praia novamente!!! Eita tempo bom!!! Se estivesse chovendo a gente já organizava uma brincadeira com os novos brinquedos ou um baralho básico com a garotada toda. Era muito divertido pois a turma de primos era imensa!!!! Sempre tinha alguma novidade e alguma outra brincadeira pra fazer.

Adorávamos também brincar de mímica, era muito engraçado. Lembro um dia que fizemos as mães e tias brincarem também: foi o máximo da diversão ver as coitadas tentando imitar alguma coisa. No ápice da imitação, minha tia estava toda contente fazendo um nome de filme qualquer que eu não me lembro e, de repente, entra pela janela da sala um baita morcegão preto e gruda na blusa dela, foi aquela gritaria na sala, era criança correndo, minha tia gritando e mandando a gente tirar o morcego que tava grudado na blusa. Até que num rompante de desespero minha tia tira a blusa e fica de sutiã na sala... foi uma gargalhada geral!!! O pobre do morcego tá escondido até hoje, pois evaporou. Não o encontramos em lugar nenhum. hehehe

Bom, muitas saudades desse tempo. Hoje os primos estão cada qual em um canto do país e até fora dele, fazendo suas vidas com suas famílias. Mas ficou a boa lembrança daquele tempo em que éramos crianças no melhor sentido da palavra! Saudades de todos vocês que fizeram parte da minha infância! Só nos resta cultivar nossa criança interior e não deixá-la crescer nunca!

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS A TODOS!!!

(Nessa foto minha prima e eu, ela com 9 e eu com 7 anos.
Aí está a prova de quanto eu era(sou?hehe) preguiçosa, enquanto ela já estava pronta pra praia eu ainda de pijama e com cara de sono! hahaha
Detalhe para as perninhas das duas! hehehe
- Enseada de Brito/SC - 1986)


Esse post é uma homenagem ao meu xxpinguinho! Te amo muito! E espero que você seja sempre, sempre criança!

.:É isso:.

domingo, setembro 02, 2007

.: Sorria :.

O céu está lindo, domingo de sol!!! Ufaaa!!!
Que semana louca. Parece que agora vou conseguir respirar um pouco.
E... pra começar bem a semana (que terá um feriadão - no qual não vou descansar pois tenho espetáculo... aiai), que tal um belo sorriso????
Você pode me perguntar: Sorriso? Do que esta louca está falando?
Mas é isso mesmo, acredite: um sorriso pode mudar tudo!
E vou começar essa semana assim, novo mês, vida nova, novas matérias pra estudar, E UM NOVO SORRISO!!!

Já dizia o mestre Renato: "Quando tudo está perdido, sempre existe um caminho. Quando tudo está perdido, sempre existe uma luz."

Concordo plenamente com ele. E vamos em frente!!!

SORRIA!!!

Um pouco de Cecília Meireles...

Motivo

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.


Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.


Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.


Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

.:É isso:.

terça-feira, agosto 28, 2007

.: 28 de Agosto na História :.

Hoje me deparei com um site muito interessante que traz de tudo um pouco.
É o 10emtudo, vale a pena conferir algumas curiosidades. E resolvi colocar aqui um pouco da história do mundo no dia de hoje.

Você sabia?

28/08/1998

O primeiro-ministro do Paquistão cria um novo sistema jurídico baseado no Corão, livro sagrado dos muçulmanos.

28/08/1997
Quase 300 pessoas são mortas num combate entre militantes islâmicos e o governo da Argélia.

28/08/1996
É assinado o divórcio entre o Príncipe Charles da Inglaterra e a Princesa Diana.

28/08/1988
Um golpe de estado mal sucedido nas Filipinas resulta na morte de 50 pessoas.

28/08/1983
Menachem Begin anuncia a sua renúncia como Primeiro-Ministro de Israel.

28/08/1982
O movimento ambientalista Greenpeace impede o despejo de dejetos atômicos na costa da Espanha.

28/08/1974
No governo Geisel o Banco Central é autorizado por decreto a socorrer bancos em dificuldades, arcando com os prejuízos.

28/08/1973
Médici anuncia o general Ernesto Geisel como seu sucessor.

28/08/1966
Na Argentina, o governo militar acaba com o direito à greve.

28/08/1961
Manifesto de três ministros militares contra a posse de João Goulart, por o considerarem comprometido com grupos de esquerda.

28/08/1959
O Governo Provisório da Argélia diz que a independência é condição básica para qualquer negociação com a França.

28/08/1954
Getúlio Vargas é sepultado em São Borja, no Rio Grande do Sul.

28/08/1945
Ho Chi Minh proclama a independência do Vietnã.

28/08/1942
Criada a Legião Brasileira de Assistência (LBA).

28/08/1916
A Alemanha declara guerra à Romênia.

28/08/1916
Promulgada a lei de auxílio à lavoura cafeeira

28/08/1915
É aprovada a Lei de Emergência para socorrer o Brasil da crise econômica na qual se encontrava o país.

28/08/1904
O Banco da República passa a se chamar Banco do Brasil.

28/08/1883
O Parlamento inglês bane a escravatura do Império Britânico.


Cultura inútil? Talvez. Mas resgatar a memória é interessante.

.:É isso:.

quarta-feira, agosto 22, 2007

.:Preciso de Idéias, alguém se habilita?:.

Hoje fui me inscrever para a Oficina de Crônicas para ver se melhoro um pouco minha escrita. Pelo telefone a simpática atendente me disse: Você tem que escrever três crônicas para poder participar. Três crônicas??? Como assim??? Mas, moça... eu estou querendo aprender e sobre o quê vou escrever assim do nada!
Essas são as regras. E cá estou eu, estupefata tentando tirar alguma idéia dessa cabeça que anda meio vazia ultimamente. Escrever pra mim é um ato de inspiração, não funciono muito bem com prazos e com o bendito do "tem que fazer". E ter que fazer em dose tripla ainda por cima.
Ah! Outra exigência da Oficina: você tem que escrever um texto falando o porquê de você querer participar. Achei essa parte um tanto óbvia e esquisita. Porque uma doida varrida, em sã consciência e já acumulando em seus afazeres semanais faculdade, inglês e teclado, vai se meter em mais um curso? E tenho que explicar as razões? Do que? Da maluquice de acumular mais um curso semanal? Caramba! Acho que estou entrando em parafuso. Preciso urgentemente de idéias!

Se esse blog ainda tiver algum leitor, por favor: HELP ME!!!

.:É isso:.

terça-feira, agosto 21, 2007

.: Silêncio :.


"Convivência entre o poeta e o leitor, só no silêncio da leitura a sós.
A sós,
os dois. Isto é, livro e leitor. Este não quer saber de terceiros, não quer que interpretem, que cantem, que dancem um poema.
O verdadeiro amador de poemas ama em silêncio..."


Mário Quintana


Acho que Quintana serve para o momento... não é?

.:É isso:.

quinta-feira, agosto 16, 2007

.: Sem assunto :.

...

Às vezes é melhor calar!


Tentei por 3 vezes escrever alguma coisa aqui hoje.

E tudo o que saiu foi deletado tão logo terminei de digitar.

Então...

.:É isso:.

segunda-feira, agosto 13, 2007

.: Inspiração... onde estás? :.


Pensar. Escrever.
3 mil coisas ao mesmo tempo.
O tempo anda curto.
Ando em contratempos.
Inspiração... onde você está?


Me inunde com criatividade.
Estou. Sou. Serei?
Quem sabe.

Preciso de um tempo ... minha mente!
Venham idéias. Venham.


(três amigas, três câmeras, muito vinho, boas idéias - hehehe)
(Foto da Va, sobre foto da Ana... e eu)

.:É isso:.

quinta-feira, agosto 02, 2007

.: Um rato cozinhando? :.

Pois é... essa foi a primeira coisa que me passou pela cabeça quando vi o trailer do filme "Ratatouille". É estranho imaginar um bicho tão sujo e com uma fama deplorável num ambiente gastronômico. E acredito que esse é o ponto principal do filme. Fazer com que o espectador vença sua aversão ao bicho e até torça por ele no fim das contas.

Eu particularmente amo filmes de animação. Geralmente dou boas risadas com filmes desse gênero... hehehe. Só por esse pequeno detalhe já deu vontade de encarar essa aventura gastronômica de um ratinho na cozinha de um grande restaurante francês. Achei a idéia genial.

Tá certo, Ratatouille não é a melhor animação dos últimos tempos (não consegue bater "Monstros S.A" e muito menos "A Era do Gelo"), mas te leva a um mundo e um universo diferente. Põe em cheque nossos valores e nosso preconceito pelo diferente, pelo novo. Uma coisa interessante do Remy (o rato em questão) é que ele anda em duas patas, pois para cozinhar ele tem que manter as patas da frente limpas. Genial! E ele também não fala com os humanos, como seria normal e até aceitável numa animação. Isso dá uma certa veracidade ao filme. Ele só se comunica com os seus iguais, os ratinhos da colônia.

A idéia central do filme de que qualquer um pode fazer o que quiser é muito positiva.
Olhe a sua volta e veja as possibilidades!
Dê o primeiro passo em direção ao seu sonho! E principalmente, não deixe que os outros te digam que você não é capaz, ou ainda que aquilo não é pra você (já que você é um rato e não pode ser um grande cozinheiro). Balela!!!

Acredite em seu potencial e vá em frente!
Só você pode limitar o seu crescimento, mais ninguém!

Remy, o simpático ratinho cozinheiro!


EU AMEI O FILME!!



.: É isso :.

quarta-feira, agosto 01, 2007

.: Estou de volta! :.

Um tempo sem atualizar né? Mil perdões...
Até recebi um ultimato no último post... e fiquei bem feliz!!! Sinal de que sentem falta dos meus devaneios... hehehe...

Bom, pessoas. Fiquei um tempo sem passar por aqui... mas foi em função das férias (diga-se de passagem MERECIDAS!).
E espero que entendam... passo longe do computador quando estou de férias!!!

Emails acumulados, muita coisa pra colocar em dia. Mas com calma vou atualizando as coisas e a vida volta ao normal (nem tanto, mas...)

E tem muita coisa boa pra contar, estar de férias é tudo de bom... muita coisa pra fazer... muito tempo livre... enfim... aguardem!

Vou tentar atualizar com mais freqüência... PROMETO!

só pra dar um gostinho do que vem por aí...

Por enquanto...
.:É isso!:.

quarta-feira, maio 30, 2007

.: O frio da cidade :.


Às vezes as imagens falam por si...

Centro de Curitiba - Rua das Flores
Quarta-Feira - dia 30/05
(foto deliberadamente usurpada do Caleidoscópio,
valeu Sandrinha...)



Hoje... com certeza não preciso falar muito... hehehe... e nem consigo. Meus dedos congelaram e está impossível digitar qualquer coisa... hehehe...
Fiquem com esta foto e sintam o friozinho do sul...

Ah! Queria agradecer aos nossos hermanos Argentinos... por mais essa massa polar que nos enviaram de presente!!!!


.:É isso:.

sábado, maio 26, 2007

.: No Fundo um Dia Bom! :.


Fim de tarde de um dos dias mais frios do ano aqui na "terra das araucárias". Estava observando o pôr-do-sol pela janela e um entardecer cinematográfico.

Talvez a imagem não traduza nem a metade da sensação que senti ao observar essa noite fria se aproximando. Mas posso dizer que foi um entardecer muito bonito e extremamente delicado. Desses de deixar a gente com o coração na mão!!!

A noite veio vindo de mansinho, como quem não quer nada. E eu observando-a chegar da janela da minha cozinha onde no horizonte pode-se avistar algumas Araucárias perdidas em meio a telhados (perfeito, não?). Acho que não vi entardecer bonito assim em nenhum outro lugar.
E ela chegou fria (na verdade GELADA!!!), mas trouxe junto uma lua impressionante. Meu quintal está prateado, totalmente iluminado.

Como um brinde a esse dia, de repente observo vindo neste mesmo horizonte um BALÃO. Lindamente iluminado. Totalmente INUSITADO! Sei dos riscos de balões nas cidades e de todos os problemas que eles podem causar, mas afinal... meu lado criança amou ver aquele balão piscando cruzando o céu como num conto de fadas. Abri um sorriso (foi inevitável, desculpem! Não estou defendendo os balões não!) e fui deitar com a certeza que...


... afinal hoje foi um bom dia!!!

.: É isso :.

.: Dia Frio com Sol :.

Como levantar cedo num dia gelado?
Foi esse o meu primeiro pensamento no dia mais frio do ano aqui na "terra do leite quente". Difícil sair da cama em dias assim. Parece que ela tem um imã que te segura. Tava tão acolhedor, tão quentinho. Aquele soninho tão gostoso, o meu cobertor tava PERFEITO. Tá... só mais 5 minutinhos e eu levanto!!!
Despertador do celular GRITOU histérico pela 3ª vez e eu percebi que não adiantava mais ativar o modo SONECA (aliás, amei essa funcionalidade dos celulares para pessoas como eu, que pagam tudo por 5 minutinhos a mais na cama!!!).
Me arrisquei e encarei o dia! Vamo lá!
A primeira visão desse dia gelado foi a geada e a água evaporando no lago do Parque Tingui. Que visão! Estava simplesmente ESPETACULAR!!!
Eu já falei num post anterior o quanto eu amo o sol dos dias frios né? Mas hoje ele estava realmente acolhedor! E necessário, afinal tava de congelar os ossos.

É, acho que esse inverno promete... teremos muito assunto por aqui!!!!

.:É isso:.

sexta-feira, maio 25, 2007

.: Silêncio :.

Silêncio
Tudo está calmo e tranquilo
Silêncio...
Ouça a noite fria e seus tantos encantos
Silêncio
Silencie o discurso interior... faça calar o pensamento
Silêncio
Para ouvir seu Eu Interior
Silêncio
Ele sempre dirá coisas certas e belas
Silêncio
Ou não...

Certo é que muita coisa aprendemos com o simples ato de silenciar!

.:É isso:.

terça-feira, maio 22, 2007

.: Música :.

Algumas músicas dizem tudo, tudo, tudo!!!!
São completas e descrevem o que pensamos e sentimos.
Aqui está um pouco do que estou sentindo no momento... e do que estou ouvindo claro!!!

SEU OLHAR
(Paulinho Moska)

Gosto quando eu olho pra você
Gosto mais quando seu olho vem
Na direção do meu
Na direção do meu
Na direção do meu

Gosto ainda mais quando esquecemos
Onde estamos e olhando em volta escolhemos
A mesma coisa pra olhar
A mesma coisa pra olhar
A mesma coisa pra olhar

Gosto quando olho com você o mundo
E gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você
Gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você
Gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você

Na direção do meu
Na direção do meu
A mesma coisa pra olhar
A mesma coisa pra olhar

Gosto quando olho com você o mundo
E gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você
Gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você
Gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele com você

Gosto mais do mundo quando posso olhar pra ele...com você


- Simples... não?

.: É isso :.

.: O que você quer realmente? :.

Essa é uma pergunta tão simples, mas que é tão difícil de responder!!!
O que se quer realmente? O que se deseja? O que se pretende?

Questões infinitas, com infinitas respostas... mas que são essenciais responder.

Estava ontem pensando nessas questões e não cheguei ainda a uma resposta definitiva. Não cheguei a nenhuma conclusão. Essas questões são realmente difíceis de se concluir.

O fato é que sem as respostas certas na cabeça a gente continua vagando diante das possibilidades infinitas...

É fácil responder que se quer ser feliz, ter sucesso no trabalho e ser amada. Mas o difícil é se definir a medida dos desejos e projetos. O tamanho deles e o concreto que o sustentará. O que fazer e como fazer.

Estou num dia de Reflexões ou Reflexos de mim mesma!!!! Refletir sobre o que será o amanhã e como será!!!

And you? What do you want? Which are your desires?


.: É isso :.

segunda-feira, maio 21, 2007

.: Vida :.

Hoje comecei a pensar sobre como a Vida é incrível!!!
Outro dia vi num documentário que até os 3 meses de vida somos facilmente confundidos com embriões de porcos, cachorros e elefantes (é verdade!!! Elefantes sim!!!). E eu fiquei pensando na sutileza das coisas, da vida, de toda a beleza de estar vivo!!! Minha cadela teve 8 filhotes na sexta-feira e eu presenciei os últimos três nascerem. Logo que nascem, sem nenhum movimento... pensei... esse está morto... Mas... quando ela começou a comer a placenta (uma visão não muito agradável, ainda bem que o ser humano não precisa realizar a mesma façanha... bem nojento!!!) o filhote deu um longo suspiro e finalmente percebi que agora uma alma habitava aquele pedacinho de matéria. E tão logo respirou pela primeira vez já foi todo serelepe em busca da teta... IMPRESSIONANTE!!!

Hoje, com 4 dias de vida... eles já se desenvolveram um pouquinho e parece que já dobraram de tamanho.... é o milagre presente!!!
Eu estou encantada com a Vida! Com suas infinitas possibilidades. Com todo esse mistério.

Prestar atenção nas pequenas e simples coisas da vida. Às vezes passamos por elas e não notamos. A beleza está presente em tantas coisas, mas temos que abrir os olhos para enxergá-las.

Open your EYES!!!!!

Pra terminar... conheçam a minha netinha... a Fortuna!!!


.:É isso :.

quinta-feira, maio 17, 2007

.: Hã? :.

Hoje vamos falar de... do que mesmo?
Já te aconteceu isso antes? Você tem tudo na cabeça, o texto pronto. Com todos os porquês e todas as vírgulas. Começo, meio e fim. E de repente.... puf... a idéia some. Evapora como que por mágica.

Ontem, antes de dormir, eu tinha organizado uma idéia para um novo post aqui no "Achados" e o mais incrível é que o texto veio inteiro na minha cabeça, com todas as palavras e todas as famosas perguntas e respostas nem tão brilhantes. Mas realmente não tava com saco de anotá-lo (afinal a cama tava quentinha, o edredom já tinha aquecido e a preguiça era ENORME!!!). Sobre as anotações, desde segunda-feira mantenho ao alcance das mãos um bloquinho de anotações, para parar de anotar pensamentos em guardanapos e depois não entender o que eu quis dizer com aquilo (não que o bloquinho vá me fazer entender as pirações que vem na mente e que parecem de repente geniais, mas que quando são relidas... você percebe que nem você entende... hehehe). Então... continuei onde estava, debaixo do cobertor e refiz mentalmente o texto...
Nossa! Esse vai ficar bom. Posso também colocar aquela foto que tem tudo a ver com o texto. Muito bom! Amanhã bem cedo acordo e mãos à obra.

Mas hoje, depois daquela primeira espreguiçada caprichada e de tirar aquela ramelinha insistente... bocejei e me preparei para levantar, tomar minha dose diária de cafeína e estar pronta para o BEM pensado texto. E puf... ele sumiu... não deixou nem um bilhetinho... nem um adeusinho sequer... foi embora da mesma forma que veio. E me deparei com uma tela em branco, e nenhuma idéia pra preencher.

Aiiii... isso sempre acontece. Eu tinha prometido anotar todas as idéias, todos os devaneios, todas os porquês que merecem um questionamento. Mas a teimosia novamente me venceu e eu pensei... um texto tão bom, não vou esquecê-lo dessa vez...

E... adivinhem? Claro que eu esqueci né!!!!

Mas daí, pensei! Isso não vai me abater. Vou falar sobre o problema.
E está aí. Pronto! Falei!

Da próxima vez... eu ANOTO!!! Juro!!!!

.:É isso :.

terça-feira, maio 15, 2007

.: Acessibilidade :.

Eu aprendo sempre muita coisa nas minhas andanças de ônibus pela cidade. Adoro prestar atenção em conversas dentro dos ônibus, não pensem que sou enxerida não mas o fato é que se ouve de tudo num trajeto pela cidade. E a gente aprende também muitas coisas, e ontem não foi diferente.

Qual não foi minha surpresa ao entrar no "busão" esbaforida (pois quase o perdi e tive que correr um tantinho pra conseguir alcançar a tempo) ao me deparar com um cão labrador. Levei um susto, é verdade.

Mas esse cão não era um cão normal, era um "cão-guia" e estava conduzindo o seu dono. Passado o susto inicial fiquei observando a reação das pessoas quando entravam no ônibus e davam de cara com ele, as reações eram as mais diferentes possíveis: alguns nem notavam o bichinho ali deitado aos pés do dono, outras levavam o mesmo susto que eu, mas logo percebiam a situação e bem... seguiam em frente. Outras ficavam claramente com um ponto de interrogação mas não tinham coragem de questionar. Mas teve um senhor, dono absoluto da verdade que logo que viu o cão fechou a cara e com a maior bronca questionou a cobradora sobre o animal dentro do ônibus, mas ele foi um tanto agressivo quando questionou. Enfim... então a cobradora com a maior paciência informou o cidadão que o mesmo estava ali pois era um cão-guia e estava acompanhando seu dono. O homem saiu, não muito satisfeito com a resposta, mas enfim se resignou. E o que mais me impressionou nisso tudo foi que quando chegou o ponto onde cão e dono tinham que descer, o cãozinho se levantou prontamente e puxou seu dono, o cego questionou a cobradora se era o ponto certo e ela informou que sim. Impressionante!!! Como o bichinho sabia exatamente onde descer. Eu havia pensado nessa possibilidade mas a princípio me pareceu mais lógico que o cego informasse a cobradora onde deveria descer e ela o avisasse quando o ponto chegasse, mas não foi assim que aconteceu. O cão fez seu trabalho e sabia que era aquele o ponto certo.
Depois que cão e dono desceram do ônibus, o comentário de todos foi o mesmo... às vezes nos achamos mais inteligentes que os animais. E estávamos todos boquiabertos pela inteligência daquele bicho.

Mas tudo isso me fez pensar sobre a "acessibilidade" das pessoas com algum tipo de deficiência. No caso em questão, se a cobradora não fosse inteligente e se saísse bem da situação poderia ter-se criado um problema com aquele cidadão que resolveu achar ruim o fato do cão estar no ônibus.
Mas em outros casos vemos como andam mal o acesso aos mais diferentes lugares no nosso país. Aqui em Curitiba até que não vamos "tão" mal e os poderes municipais até que cumprem com suas obrigações e com o direito de todo o cidadão de ir e vir: temos calçadas com guia rebaixada, temos sinalização sonora nos semáforos (pelo menos em alguns no centro da cidade), temos uma linha guia no calçadão para os deficientes visuais poderem se locomover com segurança, as estações tubos permitem o acesso de cadeira de rodas, e muitos horários nos ônibus comuns possuem o dispositivos para as cadeiras de rodas também.

Mas a coisa não é assim em todo lugar. Sabemos que as cidades brasileiras ainda não são adequadas e pensadas para o acesso de todos os cidadãos. As nossas calçadas são em sua grande maioria precárias e não possuem a guia rebaixada. Em diversos lugares não tem nem ao menos espaço para a cadeira de rodas poder circular. E chegamos ao ponto de, em alguns lugares públicos, ser impossível o acesso do deficiente.

Outro dia fomos visitar o Parque Nacional do Iguaçu (as famosas Cataratas do Iguaçu), patrimônio da humanidade e notei o fato de que se alguém tiver algum tipo de deficiência não poderá visitar esse ponto turístico pois não terá acesso ao mesmo devido à falta de planejamento. E olha que aquilo tudo é administrado por uma Concessionária que cobra entrada (e bem cara!!!), nem os ônibus que você é obrigado a pagar para chegar até o Parque Nacional contam com o dispositivo para deficientes físicos. Chegando no Parque a coisa piora... e muito! As trilhas são impossíveis para quem tem algum tipo de dificuldade, e não falo somente de deficientes não.... falo também dos idosos, pois é tudo com escadarias e um corrimão de madeira precária e podre (outra preocupação, tive o maior medão que crianças despencassem cachoeira abaixo, pois o corrimão de madeira não nos dá a mínima segurança), sem contar o limo presente em toda a trilha devido a umidade constante lá né?

Você então pode dizer: ai, que exagero... afinal tem o elevador panorâmico para essas pessoas com dificuldade, certo?
Errado!!! Afinal para se chegar ao elevador você terá que transpor uns 10 degraus e correr o risco de não escorregar em meio aquele piso onde você pode olhar a cachoeira lá em baixo. Tive que andar pisando em ovos pra não escorregar e cair, e olha que eu estava de tênis. Eu só pensava naquelas senhoras e senhores idosos que dependem de bengala para se locomover... impossível chegar até o elevador e se deslumbrar com aquela visão impressionante da natureza.

Parece besteira, mas a gente não se dá conta disso. Dessa falta de respeito pelos cidadãos. Ainda mais num ponto turístico pago como esse. Tá certo que querem que se visualize lá embaixo a cachoeira, mas o fato de não ter uma passarela emborrachada para quem tem algum tipo de vertigem ou dificuldade de locomoção é um absurdo. Ouvi uma infinidade de pessoas reclamando desse fato e realmente com medo de escorregar.

E bem porque, não é pedir demais pois é um direito garantido por lei o direito de ir e vir, o acesso aos órgãos públicos ou não. Mas as autoridades andam fazendo pouco caso desse direito. E é mais fácil fecharmos os olhos para o problema do que tomar atitudes para resolvê-los.

Fato é que nossas cidades devem ser melhor planejadas para permitir o acesso de todos os seus cidadãos que, como todos nós ditos normais, pagam impostos e votam.

Precisamos tomar consciência disso e mudar. Fazer melhor.

.:É isso:.

domingo, maio 13, 2007

.: Mãe :.

Bom... hoje é um dia especial. Dia das Mães. E venho falar de uma pessoa muito especial na minha vida, a minha mãe. Essa pequena mas GIGANTE mulher foi na minha vida literalmente tudo. Foi mãe, pai, amiga, irmã... enfim... sempre fomos só nos duas. Tínhamos uma a outra em todas as situações e só podíamos contar com essa parceria.

Falar dessa mulher é simplesmente falar de uma GRANDE MULHER. Uma pessoa forte e determinada mas de uma doçura sem igual. Minha mãe é uma pessoa especial, daquelas que está sempre pronta pra tudo, pra te ouvir, pra te dar um colo, ou pra brigar contigo quando você faz alguma besteira. Ela é o meu espelho e minha grande alegria na vida. Sou uma pessoa abençoada por ter nascido dessa mulher. Que passou por poucas e boas na vida... mas nunca perdeu a alegria de viver.

Quando eu tinha 5 dias de vida somente ela já enfrentou a primeira barra, pois meu pai nos deixou, falecendo subitamente. E daí fomos só nós duas desde então. E ela foi tudo na minha vida. Foi pai e mãe. E me criou sozinha, aguentando todas as barras e superando todas elas com muita força.

E te agradeço muito por tudo isso minha mãe amada. Você conseguiu trazer sempre a alegria pra minha vida. E gostaria de ser metade da mulher que você é. Tomara que um dia eu chegue lá.

TE AMO MUITO... e sempre te amarei!!!


Minha mãezinha... Dona Nilza!!!

Pra terminar este post... só posso me lembrar de uma canção que marcou minha infância e que eu adorava cantar pra você nas festinhas da escola... Lá vai...

Mamãe, mamãe, mamãe
Tu és a razão dos meus dias
Tu és feita de amor e esperança
Ai ai ai mamãe
Eu cresci e o caminho perdi;
Volto a ti e me sinto criança.
Mamãe mamãe mamãe
Eu me lembro chinelo na mão
O avental todo sujo de ovo
Se eu pudesse eu queria outra vez mamãe
Começar tudo, tudo de novo.

.: É isso :.

sexta-feira, maio 11, 2007

.: Alegria, Alegria :.

Alegre-se... o céu está lindo! O sol voltou a brilhar e o frio já chegou! Obaaa!!!

Hoje tava lendo o Garotas e me inspirei a escrever sobre a alegria! Não é plágio não, viu? É inspiração total (mas não espere muito, viu?). Falar sobre estar alegre, ou ser alegre ou ficar alegre... vamos ver...

Acho que sou uma pessoa alegre na maioria das vezes (menos com TPM!!! hehehe).
Esse é um estado que vivencio quase sempre. E acho importante cultivá-lo. Já temos tantas tristezas que se nos ligarmos a elas nossa vida será um oceano de lágrimas (nossa, que poético!). Mas a alegria pode estar nas pequenas situações, ou pequenas coisas. Basta abrirmos os olhos que enxergaremos.

Por exemplo: Outro dia um beija-flor tentou sugar as flores da minha Azaléia (a flor, não o sapato tá?) que estavam na mesa da cozinha... mas com o vidro separando ele realmente não conseguiu, mas eu pude presenciar o momento em que ele avistou as flores e tentou chegar... pena que não conseguiu... deu vontade de colocar a flor lá fora só pra ele poder se deliciar... Simples. Puro... o bater de asas de um beija-flor me alegra.

A gente tem a tendência de só olhar o lado ruim das coisas... eu tento olhar o lado bom!

- O fato de o sol voltar... depois de três dias de temporal e frio. Isso me alegra.
- Meus cachorros deitados na almofada, curtindo um soninho gostoso. Alegria total.
- A rosa vermelha que acabou de desabrochar no jardim e do lado o cactus com sua flor amarela, intrigante e alegre.
- Estar quase terminando "A Revolução dos Bichos" (George Orwell - leia! Vale a pena!), e acreditar que o mundo tem jeito... ou não?
- Encontrar um monte de coisas interessantes pra ler sem ter que sair de casa, só fazendo uma busca no Google. Aliás o Google é uma alegria só.. podemos achar quase tudo lá. Só pro tema em questão temos um total de 15.500.000 citações! Pode? hehe
- Música. Músicas me alegram. Mesmo as tristes (contraditório não?).
- Aquele torpedo de bom dia, que parece que põe tua vida nos eixos novamente e te faz acordar de verdade!!!
- Um bom chocolate quente no inverno! Ai que delícia! Não é pra se alegrar?
- Falar besteira com a amiga no msn e rir e ficar meia hora se despedindo!!! (Aliás, as despedidas costumam ser maiores do que as mensagens em si... hehehe... e dá-lhe emoticons bonitinhos dizendo tchau!)
- Aquele vinho argentino que até comendo pão e manteiga fica especial. (Mas quando você faz o Molho D'Gel fica ainda melhor).
- Escrever também me alegra (às vezes! hehe).

Enfim... poderia enumerar uma infinidade de coisas que me deixam feliz. Felicidade é um estado de espírito que quero cultivar na minha vida! Tentar alegrar a vida dos outros também é muito interessante. Transmitir alegria.

Que tal enumerar as coisas simples que te deixam feliz? Tente. Faça uma lista. Olhe pra ela todos os dias e veja como é simples ser feliz!!!

Não complique! como diria Renato Russo - "O Mundo anda tão complicado!"
Façamos nossa parte.

Eu te convido a tentar! Tente, invente, Faça o teu dia diferente!!! (isso é plágio - hehehe!)

.:É isso:.

quinta-feira, maio 10, 2007

.: Reflexões :.

Com os dedos enrijecidos,
com o coração a turbilhão,
com todos os sentidos em alerta
resolvo escrever.
To sem inspiração. To sem gás.
Certo é poder colocar as palavras assim arrumadinhas,
vomitar um monte de idéias sem sentido.
Arrumar a mente já tão desequilibrada!
Colocar as palavras pra fora da cabeça,
onde não há mais lugar para elas.

Deixar a mente quieta. Difícil.
Preciso limpar tudo o que está sujo para entrar um turbilhão de novas perspectivas.
Puras e simples.
Para que volte a inspiração.


.: É isso :.

quinta-feira, abril 26, 2007

.:Chuva, Temporal:.

Dia de Temporal na "terra dos pinheiros". E temporal no melhor sentido da palavra. Com raios, trovões, vento e tudo o mais... inclusive a bendita falta da energia elétrica. Ficamos ilhados na escuridão.
Sabe aquele trecho da música do Renato Russo: "teve torcida gritando quando a luz voltou..."?
Eu tava pensando exatamente sobre isso ontem quando em meio a uma vontade enorme de escrever... puf... lá se foi a energia elétrica. E pra piorar o notebook ficou sem bateria. Que remédio! Voltei ao tempo dos nossos avós e resolvi o problema da escuridão com um trilhão de velas...
Mas é incrível como a gente nem nota a falta da energia quando a temos, mas é só ela faltar pra dar vontade de fazer um monte de coisas. Primeiro, pensei em tomar um banho quente (impossível já que meu chuveiro é elétrico). Ah! Já sei... vou estudar um pouco de teclado pra minha aula de sexta... sem chance. Tentei ler, mas a minha miopia me atrapalhou totalmente e não consegui passar da segunda página. Ai, que raiva! Parece que todas as idéias precisam de energia elétrica.
Eu não sei vocês, mas fico sem rumo sem energia na cidade. Tudo o que queremos fazer, precisa da dita cuja. E pra piorar o tempo não deu trégua. Foi um temporal feio. Chuva pra dar e vender.
Mas o engraçado é que sempre tem torcida quando ela volta mesmo! É aquele griteiro e a gente corre pra apagar todas as luzes da casa que foi acendendo na vã esperança de ela já ter voltado.

E parece que finalmente as coisas entram nos eixos e tudo volta ao normal. Como somos dependentes dessas facilidades da vida atual né? É só nos faltar o mínimo que nossa vida parece que perde o rumo. Que coisa interessante.

E hoje o temporal continua... vamos torcer pra que a luz não falte exatamente no momento de terminar esse post...

.:é isso:.

segunda-feira, abril 23, 2007

.:Saudade:.

Hoje vou me recolher ao meu mundo.
Ficarei aqui, comigo mesma.
Dentro de mim, onde é seguro!
Vamos recuperar o tempo perdido.
Vamos esquecer do mundo e deixar o tempo passar.
Deitar no teu peito e descansar.
Hoje eu preciso de você comigo.
Quero teu colo, quero tua companhia.
Ficar em silêncio olhando o horizonte.
E no silêncio dizer tudo.
Sentir tudo.
A saudade tá apertando.
Que bom que você estará aqui.
Que bom que mais uma vez estaremos juntos.
Pequenos momentos de alegria profunda.
Estou precisando deste momento.

.:é isso:.

domingo, abril 22, 2007

.:E vamos de Hilda novamente:.

De novo ela, sarcástica ao extremo. Vamos novamente de Hilda Hilst. Tenho que transcrever a crônica que acabei de ler. Improvável, impagável, impossível. Magnífica.

CRONISTA: FILHO DE CRONOS COM ISHTAR

Uma das coisas que eu mais admiro em alguém é o humor. Nada a ver com a boçalidade. Alguns me pedem crônicas sérias. Gente... o que fui de séria nos meus textos nestes quarenta e três anos de escritora! Tão séria que o meu querido amigo, jornalista e crítico, José Castello, escreveu que eu provoco a fuga insana, isto é, o cara começa a me ler e sai correndo pro funil do infinito. Tão séria que provoco o pânico. E nestas crônicas o que eu menos desejo é provocar o pânico... Já pensaram, a cada segunda-feira, os leitores atirando o jornal pelos ares e ensandecendo? Já pensaram o que é isso de falar a sério e dizer por exemplo: que é isso, meu chapa, nós vamos todos morrer e apodrecer (ainda bem que não é apodrecer e depois morrer, o lá de cima foi bonzinho nesse pedaço), tu não é ninguém, meu chapa, tudo é transitório, a casa que cê pensa que é sua vai ser logo mais de alguém, tu é hóspede do tempo, negão, já pensou como vai ser o não-ser? Tá chateado por quê? Tu também vai envelhecer; ficar gling-glang e morrer... (há belas exceções, como o Bertrand Russell fazendo comício aos noventa, mas tu não é o Bertrand Russell). Até o Sartre, gente, inteligentíssimo, ficou na velhice se mijando nas calças e fazendo papelão... Se todo mundo pensasse seriamente no absurdo que é tudo isso de ser feito de carne, mas também olhar as estrelas, de ter um rosto, mas também ter aquele buraco fétido, se todo mundo tivesse o hábito de pensar, haveria mais piedade, mais solidariedade, mais compaixão e amor.
Mas quem é que vocês conhecem que pensa? As mães que nos colocaram no planeta pensaram? Claro que não. Na hora de revirar os óinho ninguém pensa. Só seria justificável parir se o teu pimpolho fosse imortal e vivesse à mão direita Daquele. Mas o teu pimpolho também vai morrer e apodrecer não sem antes passar por todos os horrores do planeta. Tá jogando fora o jornal, benzinho? Então vamos brincar de inventar uma nova semântica:

SEMÂNTICA: Antologia do sêmen
SOLIPSISMO: Psiquismo solitário
HIPÉRBOLE: Bola grande
XENOFOBIA: Fobia de Xenos
LIGADURA: Liga das Senhoras Católicas
ÂNULO: Filete colocado por sob o bocel da cornija do capitel dórico
BOCEL: Corruptela de boçal
ÂNUS: Pronúncia errada de anus (aves da família dos cuculídeos)
KU: Lua em finlandês
COU (pronuncia-se cu): Pescoço em francês
HIPOCAMPO: Campo de hipismo
PROCLAMAS: Alvoroço de amas
MISANTROPIA: Entropia de Méson Mi
DEMOCRACIA: Poder do demo (amei essa)
PARADOXO: Oxiúros em estado de repouso (parado)
REPÚBLICA: Ré muito manjada

Bom dia, leitor! Tá contente?

CONTENTE: Filho do ente de Heidegger (informe-se) com Cohn-Bendit (informe-se)

Hilda Hilst (domingo, 13 de setembro de 1993)



Que acha de inventarmos outros? Mandem sugestões!!!

.:é isso:.

sexta-feira, abril 20, 2007

.:Cara Nova:.

Opa, acho que entrei no blog errado! Cadê o "Achados"?

Não, você não se enganou. Esse é o Achados e Perdidos sim, mas de cara nova!
Resolvi mudar um pouco o visual, tava tudo muito preto, muito down!
E como a gente tende a seguir as mesmas regras, então preferi alegrar um pouco mais esse espaço. Pra alegrar o meu espaço interno também.

Espero que gostem da nova cara do blog. Eu gostei!!!

.:É isso:.

.:Última Flor do Lácio, inculta e bela:.

Andei pela rede lendo e relendo coisas, textos, poemas, crônicas, blogs, matérias jornalísticas, e o que se nota é que estamos mal do Português. O que tem de erros básicos de gramática e de grafia das palavras. E outros erros assustadores.

As pessoas estão lendo menos e cada vez escrevendo mais errado. É de assustar alguns textos que a gente encontra feito por profissionais sem a mínima preocupação com a gramática. Está certo que nossa língua é bem difícil, está certo que acertar a concordância em todas as frases é uma missão para phd's (nem tanto, nem tanto!), mas também não vamos exagerar. E depois, se você trabalha na área no mínimo tem que ter bom senso e aprender a usar o dicionário ou pelo menos passar um corretor ortográfico para corrigir o texto. Sabia que tem gente que nem ao menos sabe usar um dicionário? Será que existe "dicionáriofobia" (hehehe... não existe, eu olhei no dicionário).

Vejo coisas que me espantam. Como podemos sonhar em progredir e nos tornar de primeiro mundo se começamos mal? Um povo para evoluir tem que saber se comunicar e isto não acontece no Brasil. Fico indignada com todo esse descaso com a educação do povo brasileiro. Não sabemos falar, muito menos escrever, nossas crianças não lêem. Como poderemos evoluir se não damos uma base para nossas crianças? Se as escolas estão jogadas às traças e os professores são uma classe inferior? Eu sei que o tema é velho e já está batido. Mas nem tanto, já que muito pouco mudou nesses últimos anos.

Na Era da Tecnologia as pessoas não sabem mais escrever, afinal elas digitam (e muito mal, por sinal). O assassinato da língua começa por aí, escrevem naum ao invés de não, ixkeci, fika assim naum, v6s tão baum? (ai dá até uma gastura). Falar e escrever errado é "bunitinho", tem "xarme", é "da ora". Detesto esses modismos. Nunca mais eu vi uma letra maiúscula no começo da frase. Pontuação? Isso existe? Pra que serve?

Sem falar nos famosos GERÚNDIOS, como irritam. É só você ligar pra algum serviço de informação que a pessoa do outro lado da linha já começa: Pois não, em que poderíamos estar ajudando você? Vamos estar entrando em contato para maiores informações. Você pode estar perguntando para nossas lindas atendentes sobre a sua dúvida.

Será que as pessoas vão estar começando a falar assim daqui pra frente? (Cruz-credo, isso pega!)

Olavo (o Bilac, sabe ?) já sabia disso quando escreveu o poema. Mas será que ele tinha idéia de que ia ser tão ruim? Será que ele imaginava que com toda essa informação disponível para todos, com toda a tecnologia que temos ao alcance das mãos estaríamos no ponto em que estamos? Acho que não. É de assustar. Será que estamos regredindo e um dia nos comunicaremos por sinais gravados em pedra? Será que voltaremos à Era das Cavernas?

É, estou sem perspectivas, sem confiança num futuro menos burro.

Que eu esteja errada!
Enquanto isso, ficamos com o Bilac:


"LÍNGUA PORTUGUESA"

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...


Amote assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela
E o arrolo da saudade e da ternura!


Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,


Em que da voz materna ouvi: "meu filho!"
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

Olavo Bilac (1865 - 1918)



QUER UM DICIONÁRIO?


.:É isso:.

quarta-feira, abril 18, 2007

.:Inverno à vista!!! Preparem seus casacos!:.

Oba!!! Finalmente ele está chegando! A estação mais charmosa do ano na minha opinião!
Cá pras bandas do Sul do Brasil, tava até de estranhar... nenhuma geada tinha dado o ar da graça, nenhuma frente fria vinda da Argentina (porque nossos hermanos são generosos em duas coisas conosco: frente fria e vinho de Mendonza). Mas hoje acordei com a sensação que ele não tarda a chegar: o Inverno está por aí, cada vez mais perto. Foi só olhar o sol nascer pela manhã pra perceber o cheiro do frio, aquele sentimento bom de inverno. Frio à vista, já comecei a fazer planos.
Tá certo, todo mundo vai olhar torto pra esse post, mas a verdade é que eu amo o frio e todas coisas boas que vêm com ele. O Verão é bom quando estamos na praia, e mesmo assim ... nem tanto. Calor insuportável, você suando sem parar, nada que você faça refresca, você toma litros e litros de líquidos estupidamente congelados mas ainda assim continua com sede. Arg! Definitivamente não é a minha estação favorita.
Já no Inverno:
tem reuniões agradabilíssimas com os amigos, jantares regados a muito bom vinho (os Malbec de Mendonza preferencialmente, ou Chilenos), Fondue e Lareira e mais vinho (tem coisa melhor?), Barreado em Morretes, cachecol (adoro!), cobertor de orelha pra um bom dvd, chocolate quente (hum!) e livro, e tantas outras coisas boas que parecem só ter graça no frio.
Sem contar que as pessoas parecem mais bem vestidas e elegantes. Qualquer um fica bonito com aqueles casacos enormes não é? E a gente não fica pingando suor em todo mundo.
Outra coisa que eu gosto muito é sentar no sol em um dia de frio, o sol parece diferente. É mais acolhedor. Não sei!
Vamos preparar os casacos que ele não demora a despontar.
Daí é só curtir o que a estação tem de melhor!

.:É isso:.

domingo, abril 15, 2007

..:: Domingo ::..

Domingo cinzento aqui na terra do "leite quente".
Fiquei pensando no que gostaria de fazer no dia de hoje. Eu gosto de domingos assim. A gente pode aproveitar pra ficar em casa, debaixo das cobertas vendo aquele filme ou documentário na tv a cabo. Ou ainda pegar aquele livro que está na cabeceira e adiamos o começo da leitura sabe? Hoje estou fazendo um pouco de tudo. Resolvi escrever um pouco e depois vou ler. No momento estou com três livros começados. Porque será que não consigo ler um de cada vez? Tenho sempre que acumular três ou quatro livros numa tacada... hehehe. Chamem de mania, esquisitice ou qualquer coisa. Sou assim, sempre fui meio esquisita mesmo!!! Fazer o que?Não é a essa altura que vou mudar né.
Pois bem... estou lendo, entre outras coisas: "Fábulas" de La Fontaine (só li as primeiras, não tenho muito o que comentar ainda, mas sei que gosto do sarcasmo como ele apresenta a vida e seus personagens); estou lendo também: "A lei do triunfo" de Napoleon Hill, livro mais complexo, tenho que ter mais tempo para digerí-lo, mas gosto do conteúdo.
E o que mais tem tomado meu momentos de prazer literário: "Cascos & Carícias & Outras Crônicas" de Hilda Hilst. O que é essa mulher escrevendo. Me divirto com seu modo agressivo e seu humor negro. Outro dia, eu no ônibus e pra passar o tempo um pouco de Hilda. Ela falando sobre o nu masculino das casas de strip para mulheres. De como a coisa fica velada, de nunca mostrar o "dito-cujo" como ela mesma fala. E de repente, solto eu uma gargalhada. Todo o pessoal do ônibus olha pra mim com aquela cara de "coitada, deve ser louca a pobrezinha!!". Enfiei a cara no livro e fui em frente. A Hilda consegue com suas crônicas dizer a verdade crua sem rodeios. Amo a maneira como escreve e suas loucas reflexões diante dos assuntos. Recomendo o livro, muito bom. Mas esteja preparado e tenha estômago. Ela não se esconde atrás das palavras.

Voltamos agora para o dia cinzento daqui da "Terra das Araucárias" vou me recolher ao meu mundo, aos meus livros e filmes. Quem sabe um blues para embalar a leitura... quem sabe o silêncio.

.:É isso:.


A seguir a crônica de Hilda citada no post:

" Por que não?"

Acho muito saudável o modismo de nus masculinos em certos clubes para mulheres. O triste é que não fiquem completamente nus. Porque, afinal, o que há com o "pantaleão", ou "ferramenta", ou "cana", ou "camanho", ou "ponteiro", o que há com ele que não pode ser visto? Nestes tempos pestilentos, eu, "minha gente", saio correndo de alguém me mostrar o dito-cujo. Com sessenta e dois anos de idade também duvido que alguém me mostre algum. Mas é sempre profícuo, para uma fantasia completa, projetar o cara inteirinho. A cabeça de cima, o nosso valioso pré-frontal, pode ser cortada para esse tipo de fantasia. Os
acéfalos são até mais estimulantes. Os bossa-gorilões. Já pensaram que tedioso uma fantasia sexual com o Oppenheimer ou o Albert, por exemplo? Haja neurônios. Bem, então, sem a cabeça de cima, tudo bem. Mas todo o resto (!) é importante: dorso, omoplatas, cintura, ancas, nádegas, e aquilo tudo lá de cima que nesse instante também podemos chamar de "envernizado", ou "coluna do meio", na sua mais nova sinonímia decorrente da loteria esportiva (consultar o dicionário de Mário Souto Maior). Importantíssimo. Vejamos: você está ali deitada, projetando aquele cara apolíneo, e vai descendo o olhar, descendo, descendo e, de repente, o susto, aquela "bimbinha", aquela "gunga", aquela "bilola". Que maçada! Tem que começar tudo de novo. E talvez você tenha até que modificar o seu próprio conceito de eficiência, porque, quem sabe, se um nem tão espadaúdo, mais magrinho, menos coxudo, glabro, te faça uma boa surpresa. Por toda essa ginástica mental, às vezes muito cansativa, é que seria criterioso o nu masculino total nesses clubes de agora. O cara já vem pronto. É só ter boa memória. E se você saiu mentindo que precisava visitar tua amiga no hospital, e há um marido ou um antigo amante ressonando na tua cama, ele vai se deliciar com a tua inesperada iniciativa, e vai até perguntar:

O que foi? Você parece aquela outra de antes...
Ah, fico tão cheia de vida quando vejo gente doente....
Não diga... Por que?

Porque a vida acaba depressinha, e morto não transa, né bem?
Pois então vá. Todo dia, querida. Te fez bem.

E você irá a cada noite toc toc toc, olhar aquele cara todo nu, aquele que você escolheu de "pantaleão", ou "cana", ou "camandro", ou "ponteiro", enfim, de estrovenga perfeita, para o conforto, o excelente rendimento, o puro gozo da tua fantasia. Muito boa noite, senhoras.

Hilda Hilst (domingo, 12 de julho de 1992).

E este é o livro citado...




quinta-feira, abril 12, 2007

..:: Rascunho ::..

Quantas vezes reescrito,
Rabiscado, deletado.
Achar as palavras e mantê-las.
Não consigo.

Sempre reescrevendo, "reeditando",
Reinventando.
Sempre retocando as palavras,
como um pintor com seu pincel.
Retoques suaves, mudanças sutis.

A obra nunca acabada.
Sempre reescrita.
Auto-crítica.
Cruel inimiga das palavras ditas.
Sempre à procura de melhorias.

Afinal, você se resigna.
Aceita sua condição de eterno aprendiz.

.:é isso:.

quarta-feira, abril 11, 2007

..:: Os Sentidos ::..


















Me perdi nos sentidos, em palavras.

Me perdi nos sentidos das palavras.

Em palavras sem sentido.

Em sentidos que não tem palavras.


Em sentir os significados.

Sinônimos. São tantos os recados.

Intensos, cuidado!

São tantos e tão fortes, sagrados.


Me perdi enquanto os procurava.
Perdi os sentidos. Achei as palavras.
Desvendei o mistério.

Mas perdi ... os sentidos.


Estou à deriva em pensamentos.


.:é isso:.

sábado, março 31, 2007

..:: São só palavras ::..


Só palavras jogadas ao vento...
palavras sem sentido, palavras sentidas.

Palavras que dizem tudo... mas que nada dizem.

Palavras duras, que definem.

Palavras moles, que destroem.


Palavras apenas... jogadas na água.
Palavras e poemas... escorrendo da alma.
Palavras sinceras... com verdades intensas.

Palavras eternas.


Palavras perfeitas, que não são ditas.
Palavras estranhas, tremendas e perdidas.

Palavras escritas na areia.
Palavras riscadas, arrependidas.


Palavras apenas.
Pequenas.
Precisas!


.: É isso :.

..:: SIMPLICIDADE ::..


As coisas simples são sempre as mais complicadas. Estava pensando hoje a respeito da simplicidade, de ser.... de simplesmente existir. Tão simples... mas complicado ao extremo.

O Ser... o estar... o simplesmente existir.

Fico a me perguntar o quanto é difícil SER simplesmente. A gente complica tanto as coisas... sempre tentando, tentando, tentando.... ser algo diferente... melhor. Mas pra que? Por quê?

Seja simplesmente... sem razão, sem sentido... sua essência divina é sempre a mais bela e simples possível. Não tem complicação.... não complique. Viva a vida cada minuto... ela se vai num piscar de olhos.

Olho as pessoas ao meu redor e já não são mais as mesmas. Eu já não sou mais a mesma. Mas tudo bem. Estou em paz e tranquila.

E como diria Bandeira: "Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples".


.:É isso:.

quinta-feira, março 08, 2007

..:: Mulher ::..

... Que os anos passem... e sejam profundos...
... Que as histórias sejam eternas... e o momento infinito...
... Que a linha seja tênue e fina... e mesmo assim nunca arrebente...
... Que sejamos sempre puras... e de coração tranquilo...


Que as palavras não se calem nunca... e as idéias brotem sempre...
Que a vida seja intensa e o momento um eterno ... PRESENTE!!!

Um Brinde aos anos que estão por vir...

.. É isso! ..


..:: O Espelho ::..


Eu no espelho:

atentas, nós duas,
rostos que excedem nossa imagem,
estendemos a mão, espalmamos os dedos nesse pó
de gelo. Sabemos: quando eu mergulhar daqui,
e do seu lado, ela
hão de girar ao sopro da voragem
todos os meus sonhos, e os sonhos dela.

Labirinto de espelhos, reflexos de reflexos,
eu e ela continuamos sós.

..Lia Luft..

quarta-feira, março 07, 2007

..:: Momentos infinitos ::..


Hoje me pego pensando nos momentos. Nos infinitos momentos de cada dia... cada segundo da vida... cada novo segundo, marca a nossa estrada com um único momento.
É tão ruim se sentir impotente, sem poder resolver os problemas dos amigos queridos. Poder participar somente com um carinho, um conforto NÃO basta. Queria tirar a dor do teu peito. Ter na ponta da língua a palavra certa. Aquela que acerta em cheio o alvo. E acima de tudo, resolve a questão...

Peço ao infinito que eu possa ter esse momento... esse infinito momento... de compreensão de tudo e de poder te ajudar no que for preciso...

... fica bem, amiga... tudo vai se resolver!!!

E após a TEMPESTADE.... haverá um lindo arco-íris para compensar a tormenta.


No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta


Cecília Meirelles, especialmente para você!


Related Posts with Thumbnails