sábado, novembro 01, 2008

.um mundo de descobertas.

Cada dia que passa aprendo um pouco mais com meu pequeno.
As descobertas são tantas, em tão pouco tempo. Fico imaginando o mundo aos olhos dele.
Cada novidade é uma festa.
Ando inundada nesse universo mágico das descobertas, do aprendizado, do lúdico.
Prestar atenção nas pequenas coisas, nas mais simples.
Uma folha balançando é um momento único.

Nós acabamos por perder esse "olhar" pelas pequenas coisas. Na correria do dia-a-dia deixamos de observar o mundo com os olhos realmente abertos e perdemos grandes oportunidades de nos encantarmos com a beleza da simplicidade.

Começo a prestar mais atenção às coisas a minha volta. E estou adorando essa nova fase de descobertas dele, pois estou descobrindo que o mundo ainda tem muita coisa que eu não conheço, ou que simplesmente nunca tinha olhado com mais atenção.

.É isso.

quarta-feira, outubro 22, 2008

.Cheiro e Memória.

Cheiro de chuva!
Simplesmente adoro!
É um cheiro que aperta o peito. Dá uma saudade da infância. De correr na chuva, tomar banho de mar com os pingos caindo gordos na água e lavando a alma. A gente não podia sentir a chuva chegar que já saia correndo pro mar. A água ficava quentinha! Ou era apenas a sensação de que estava quentinha já que a chuva estava mais gelada. Mas o céu às vezes ficava totalmente negro e a tempestade vindo no mar, não é uma coisa agradável de se ver. Um dia lembro de sentir a chuva chegando lentamente.
Nesses momentos eu volto completamente para a minha infância. Lembro de todas as brincadeiras na praia, dos amigos queridos, de fazer castelinho, jogar baralho e roubar fruta no vizinho. Tempo bom que não volta mais.
Começou a chover agora a pouco por aqui e apesar do bafo quente que vem, dá pra sentir aquele cheiro de terra molhada. O calor deu uma trégua. Ufa.
Adoro cheiro de chuva, simplesmente adoro!

Nostalgia.
É isso.

domingo, outubro 12, 2008

.Dia das Crianças.


.sorriso maroto.
Upload feito originalmente por alessandrapilar
O que você tá fazendo pela sua criança???

Eu ando muito em contato com a minha ultimamente, talvez devido a presença de meu pequeno, to tendo que exercitar um pouco mais minhas habilidades infantis.

E que delícia que é isso.

É muito bom deixar a criança que existe dentro de nós voltar à vida. Me descubro fazendo coisas que não fazia há muito tempo. Um filho faz isso por você. Te faz ter vontade de se expor ao ridículo, fazer bobagens, micagens, caretas. E tudo feliz da vida. Com vontade de quero mais.

Tô amando muito isso!!!

Francisco Terra - FELIZ DIA DAS CRIANÇAS, meu pequeno!

.É isso.

.Leminski.

(...)
isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além

sábado, outubro 04, 2008

.diversas histórias.

Um dia de chuva.
Mas não qualquer chuvinha.
Uma chuva intensa, daquelas de molhar da raiz do cabelo até a espinha.
Às vezes eu gosto de dias assim. Manhã de céu escuro, de nuvens pretas.
Dia pra colocar as coisas em ordem, a leitura em dia.
Livros adiáveis, livros pela metade. Livros lidos até o segundo capítulo.
Sempre me pergunto porque essa inconstância com os livros. Não consigo ler um de cada vez. Tenho que acumular três, quatro, às vezes mais. E me pego na metade de um, no fim do outro. É uma miscelânea de histórias, de vidas, de aprendizados. Confusão total. Me acho nessa confusão de autores.

Meu espírito precisa de diversos pontos de vista pra se encontrar. Será que é isso?
Eu mesma não sei.

Hoje me propus a terminar dois livros que estão sendo lidos aos pequenos pedaços há vários meses. Pretendo cumprir essa meta. E o dia veio especial pra isso, pra me lembrar que preciso acabar o inacabado. Sejam livros, discos, relações, conflitos.

É isso.

sexta-feira, setembro 12, 2008

.acordei com essa música na cabeça.

Quase um Segundo

Composição: Herbert Vianna

Eu queria ver no escuro do mundo
Aonde está tudo o que você quer
Pra me transformar no que te agrada
No que me faça ver
Quais são as cores e as coisas pra te prender
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei

Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?

Ás vezes te odeio por quase um segundo
Depois te amo mais
Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo
Tudo que não me deixa em paz

Quais são as cores e as coisas pra te prender?
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei

Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?



.É isso.

terça-feira, setembro 09, 2008

.porque tem dias que só ele pode entender.

Um dia frio
Um bom lugar prá ler um livro
E o pensamento lá em você
Eu sem você não vivo
Um dia triste
Toda fragilidade incide
E o pensamento lá em você
E tudo me divide

Longe da felicidade e todas as suas luzes
Te desejo como ao ar
Mais que tudo
És manhã na natureza das flores

Mesmo por toda riqueza dos sheiks árabes
Não te esquecerei um dia
Nem um dia
Espero com a força do pensamento
Recriar a luz que me trará você

E tudo nascerá mais belo
O verde faz do azul com o amarelo
O elo com todas as cores
Pra enfeitar amores gris

Nem um dia - Djavan
Saudade xx.


.É isso.

.mudanças.

Como tudo muda, o Achados também.
Faz tempo que tava pensando em mudar o layout dessa página. Hoje criei coragem.
Taí.

Totalmente clean!

Espero que gostem, eu gostei!

.É isso.

quinta-feira, setembro 04, 2008

.1 ano.

"A vida não é o que nos acontece, e sim o que a gente faz com o quê nos acontece!"

Hoje li isso num blog e achei que tinha tudo a ver com o momento. Totalmente certa a Cris Guerra!

Bom, hoje faz um ano que descobri minha gravidez.
Há um ano atrás eu nem imaginava o que ainda estava por vir. Mas hoje, olho pra trás com a certeza de que esse foi o melhor ano da minha vida. Olho pro meu pequeno e em cada detalhe de seu ser vejo um pouco do quanto é maravilhoso ser mãe.
Algumas lágrimas inundaram meus olhos um ano atrás, um misto de sentimentos. Medo, alegria, surpresa. Tudo junto.
Hoje o sentimento é outro e é cada vez mais profundo: AMOR.
Algumas lágrimas também pintaram, mas essas bem mais maduras. O medo se transformou em certeza, a alegria só aumentou e a surpresa mora em cada novidade que ele descobre dessa vida louca.
Estou feliz, filho. E você é totalmente responsável por isso.

.É isso.

quarta-feira, setembro 03, 2008

...

Pedaços de mim

Eu sou feito de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos

Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão

Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci

Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante


Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas

Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar

Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei

Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.

Martha Medeiros

quinta-feira, agosto 21, 2008

...


- 52 fraldas por semana;
- MUITA roupa pra lavar;
- a mesma quantidade de roupa pra passar;
- muito choro, muito choro;
- 4 horas de sono;
- comida fria na mesa;

Um olhar penetrante como esse:


NÃO TEM PREÇO!

Blogueira nas horas vagas, ou seja, nunca!
Mãe em tempo integral!

.É isso.

terça-feira, junho 24, 2008

.Dia frio em Curitiba.

Falta tempo e inspiração pra escrever!
Enquanto a inspiração não vem... vou deixá-los com um pôr-do-sol da minha janela. Baita privilégio né?



Dia frio, de um anoitecer fantástico. Essa é a minha Curitiba.

.É isso.

terça-feira, junho 17, 2008

.Muito frio, muito frio, MUIIIITOOOO FRIO.

Curitiba amanheceu extremamente GELADA!!!
Mas um frio de doer nos ossos.
Acordei lá pelas 5:30 da madruga (agora os horários são do Chico, hora de mamar não tem jeito que o pequeno berra... e não tem frio que faça ele desistir da idéia... hehehe), e lá fora a paisagem era de um branco gelado... geada no telhado, na grama, na alma!
Olhando a previsão vi que hoje foi registrado -1º!!!! Caramba!!!!
Esse inverno promete congelar a gente!
Eita cidade fria!
Eu gosto de tempo frio, mas tem que ser na frente da lareira, com um bom cobertor e um abraço aconchegante. Acordar com frio e ter que trabalhar, ninguém merece! Dá uma tristeza de ver a paisagem branca de geada e saber que a coisa só tá começando.

Torço pra que esse não seja nosso pior inverno, afinal to com um bebê de 2 meses em casa né? Tadinho... é muito frio pra alguém tão pequeno!!!

O jeito é colocar todas as blusas de lã do armário, um gorro tamanho família na cabeça e correr pro abraço... hehehe
Mas sinceramente espero que o dia fique mais quente!

.É isso.

domingo, junho 08, 2008

.Mulheres e Bebês.

Ok. Bebês são fofos! Isso todos sabemos.
Mas só agora começo a perceber o que eles causam nas pessoas. Talvez eu nunca tenha prestado atenção nisso antes, ou talvez seja porque o meu bebê é muito mais do que fofo (momento mãe coruja! hehe). Mas a verdade é que a reação das pessoas quando olham um bebê é indescritível. Principalmente se forem do sexo feminino.

Mulheres x Bebês = combinação fatal

E é um tal de bububu... bilubilu.... é impressionante como a mulherada fica diante de um bebê.
Outro dia fui no supermercado acompanhada do meu pequeno, e pude comprovar que toda mulher que passava diante do carrinho e enxergava o danadinho já vinha com aquelas famosas gracinhas! Daí chamam seus maridos que passam com cara de paisagem e soltam vez ou outra um: é lindo sim querida!, meio sem entender o porque de tanta alucinação por causa daquele pequeno ser que só sabe fazer cocô, xixi e chorar.
Mas a mulherada é incansável. E não só as mais velhas não. Porque bebê atrai todas as idades do dito sexo frágil.
Eu, e toda a minha corujisse descarada, nos divertimos olhando a reação delas diante do meu pequeno príncipe. Todas, sem exceção, param e fazem algum tipo de gracinha.
O Chico, muito esperto que é, fica olhando sério. E eu fico imaginando o que se passa em sua cabecinha. Na hora me vem na cabeça a cena do filme "Olha quem está falando", quando o bebê olha bem sério pra cara da avó que tá lá toda boba fazendo o bilu bilu... e em seu pensamento ele fala: É, essa aí não tem mais cura! hehehehe
Será que é isso que eles pensam quando ficamos feito bobos fazendo aquelas baboseiras?

Sei lá.

.é isso.

sexta-feira, maio 16, 2008

.Misto de sentimentos.

Sem tempo pra nada, sem tempo pra respirar!
Mas que sensação deliciosa essa de não ser dona do próprio tempo. Ainda mais quando o motivo é o meu pequeno!

Hoje pensei no quanto somos egoístas até o nascimento de um filho. Antes a minha vida e meus desejos vinham sempre em primeiro lugar. Agora não. Penso primeiro nele. Que engraçado saber que minha vida agora depende de outra. Ou que outra vida depende da minha. Quanta responsabilidade.

Medos, inseguranças, ansiedades, alegria, enfim um misto de muitos sentimentos batem fundo no meu peito agora. Sou hoje um turbilhão de sentimentos. Confusos e Deliciosos.

Queridos amigos que por acaso aqui venham cair de pára-quedas: Esse não é um blog diário, cruz credo! Tenho verdadeira antipatia pelos mesmos. Mas essa singela blogueira anda com necessidade de expressar esses sentimentos todos! Mil desculpas a todos. Não gosto de posts melados ou melancólicos. Mas o momento se faz necessário!

Logo, logo retomo meu pique e minha vida de volta. Ou não. Será???
Estou feliz de me encontrar nesse furacão louco que é a maternidade.
Perdida em minha vida, Achando-me na vida do Chico.


Tem como não se perder nesses olhos azuis???

.É isso.

quarta-feira, maio 07, 2008

.Cheguei.


19 de Abril de 2008. Sábado. Curitiba/PR.
Manhã cinzenta e fria, como tantas outras nessa cidade. Acordei cedo, o corpo estranho, pesado. A certeza de que esse seria um dia diferente. Especial. Mal sabia o que ainda estava por vir.
Estava serena e feliz. Mas ao mesmo tempo ansiosa. Não sabia ao certo o que aconteceria, mas tinha a certeza que esse seria um dia diferente na minha vida. E foi com essa certeza que nós fomos ao Hospital Evangélico refazer os exames e ver se havia chegado a hora.
Primeira palavra do médico: não é hoje.
Segunda palavra do médico, 10 minutos depois: É HOJE, ELE TÁ VINDO!!!

15:29h - nesse pequeno minuto tudo mudaria, um giro de 360º foi dado.
Depois de aproximadamente 1 hora todas as minhas certezas mudaram completamente e minha vida já não seria a mesma.
Agora eu já não pensava só por mim e sim por nós!
Aquele pequeno pedaço de gente em meu colo tinha a importância do Universo pra mim. Tudo o que eu pensava e respirava agora tinha nome e sobrenome: Francisco Terra Santos Schimanski.

Nesse dia eu me tornei mãe! E só agora consigo entender o que sempre ouvi de todas as outras mães. Nada mais faz sentido sem ele.

Tento ser o melhor de mim para lhe dar o melhor!!!
Te amo, meu filho!

.É isso.

domingo, abril 06, 2008

.Longa Espera.

Em breves momentos singelos
Pensamentos muitos revelam o mistério
A vida se faz, a cada segundo
Minuto a minuto, milímetro a milímetro
Aqui estou eu, junto a ti para sempre
Um pedaço de mim, e de nós, e do mundo
Cada sentido, cada pontapé
É um prenúncio de coisas maravilhosas
que ainda hão de vir.
Esse tempo não passa, se arrasta, me arranha.
Faz os dias tão longos e a surpresa tamanha.
Sei que não tem mais volta,
agora é pra sempre.
E não quero que tenha
já respiro você.
Estou pronta, completa.
À espera de ti.
Estou pronta, inteira.
Só me falta você.

(...)

sábado, abril 05, 2008

.Canção para Francisco.

Entre notas e acordes,
eu te fiz uma canção

Pra cantar em semibreves,
uma vida, um refrão

Chico Terra, Chico Gaya
Xpinguinho, meu pequeno.
Chico Gaya, Chico Terra
meu menino, meu Francisco

Um amor maior que o mundo
Já nasceu no coração
E você virá ao mundo
Pra ser grande, meu filho.

Chico Terra, Chico Gaya
meu pequeno grande homem
Chico Gaya, Chico Terra
minha certeza, meu refrão

Em meu ventre

Não pára, me preenche
Já traz toda sua força
minha vida completa.

Com perfil perfeito embala
nossa vida, nossa casa
Tua existência é motivo
De alegria por toda parte.

Terra Gaya, Gaya Terra,
Chico Gaya, meu Terra
Gaya Terra, Terra Gaya
simplesmente FRANCISCO.



(...)

.Amanhecer de 20 de Março.

Hoje, por conta de um exame, tive que levantar mais cedo do que de costume e presenciei a despedida da noite e a chegada do novo dia. Esse espetáculo da natureza acontece todos os dias mas poucas vezes paramos para observar toda sua grandeza e, melhor, temos o privilégio de nos maravilhar com ela. Mas hoje foi um dia desses em que me despedi da noite e aplaudi a chegada do sol.
O silêncio na casa. Só os pássaros eram ouvidos. De repente, o horizonte ficou rosado, primeiramente. Depois foi se intensificando e virou um vermelho meio lilás. Lindo e emocionante!
Nessa vida corrida do dia-a-dia, a gente esquece de agradecer pelas coisas simples. Hoje resolvi agradecer pela chegada desse dia! E não só por isso, mas também por todas as coisas belas, simples e maravilhosas que estão acontecendo em minha vida. Agradecer por essa vida que cresce em meu ventre cheio de saúde e vitalidade. Enfim, agradecer pela vida!

Os pequenos detalhes podem fazer toda a diferença!
Precisamos parar e observá-los.

.É isso.

sexta-feira, março 14, 2008

. Um bom dia .

A chuva não se foi, mas o tempo e o astral melhoraram... e muito.
Hoje acordei com vontade de fazer o mundo melhor, será que consigo?
Eu sinto assim às vezes, com vontade de carregar o mundo nas costas. Deve ser esse meu lado aquariano. E hoje é um desses dias em que a gente quer ser melhor ou melhorar a vida de alguém.

Se você tá precisando de um colo ou de uma palavra amiga... me procure!
Vou colocar um samba bom pra ouvir, e vou sair dançando por aí. (No momento meu samba bom é Maria Rita - Samba Meu - experimente e me diga depois se o astral não melhora!)

Tenho muita razão pra ser feliz: meu filho crescendo dentro de mim e com saúde e mexendo MUITO, amigos queridos e amados, meu amado Gel está bem e feliz.
Tudo está perfeito.
Que mais posso querer?

"Quando a gente ama, brilha mais que o sol.
É muita luz, é emoção, amor.
Quando a gente ama é o clarão do luar
que vem abençoar o nosso amor!"
(O que é o amor - Maria Rita)

.
É isso.

quinta-feira, março 13, 2008

.Chuvitiba*.

* uma amiga usou hoje esse termo se referindo a nossa maravilhosa cidade. Não tem definição melhor pra esse dia e pra muitos daqui de Curita.

Bom, hoje o dia foi estranho. Daqueles que se arrastam sem explicação. E por mais que você queira, ele não termina nunca. Sei lá o que pensar. Mas hoje foi assim. Dia de colocar a cabeça no lugar, deixar o sangue no laboratório, consultar com dra endócrino louca pra se livrar da gente. Manhã inteira perdida, manhã inteira molhada. Sensação de estar faltando algo.

E chuva, muita chuva.
Desde cedo, desde ontem, desde anteontem. Muita chuva.

Eu sei que tava precisando, que o calor já tava insuportável, que com o tempo seco vêm junto um monte de coisas, mas a chuva desses dias foi braba. Gente morreu por essas bandas. É difícil imaginar que os extremos também são estranhos e são. Muito calor, muito seco: Problemas. Muita chuva: mais problemas.
E teve chuva de deixar a gente molhado n´alma sabe?
Os dias se arrastam como se durassem anos. E eu encontro-me em pensamentos. Devaneios sobre o que está por vir.
É, dia estranho.

.É isso.

segunda-feira, março 03, 2008

.Dentista ou sala de tortura??.

Bom, já deu pra sentir o drama só pelo título né?
Pois é... eu sou daquelas que tem PAVORRR de dentista. Sei que é necessário, que temos que comparecer àquela temida cadeira sempre, mas a verdade é que não me agrada nada essa visita necessária.
Hoje foi um desses dias de tortura pra mim. Pois dentista começa a tortura já na sala de espera. Você fica lá, sentada esperando a sua vez. Seria normal se não fosse trágico, pois enquanto espera você vê um coitado que sai com a cara toda inchada e com um guardanapo na boca, ou alguém falando estranho por conta da anestesia. E daí começa a tremedeira da louca aqui. E nem precisa muito, basta você ouvir aquelas geringonças que os dentistas usam, aquele barulhinho infernal de broca me dá um arrepio na espinha.
E o sofrimento tende a piorar quando você ouve seu nome. Aí a coisa muda de figura, pois agora não é só o barulho, é você de bocão aberto e o dentista futucando na tua boca. Ô coisa mais desagradável.
Pior é quando a dentista resolve conversar com você. Acho que já deve ter acontecido com você, ou não? Será que a infeliz não percebe que você está impossibilitado de falar? Pois afinal está lá... com o bocão escancarado. Mas eles nem dão bola, continuam falando do que ouviram no jornal, ou então te fazem perguntas (que você não vai ter como responder, poderá no máximo mexer a cabeça e fazer algum som concordando com o cara). E não concorde pra ver. Você está nas mãos deles! hahaha. O pior é que eu sempre pego dentistas que adoram conversar enquanto raspam daqui, futucam dali, e põem aquelas massinhas com gosto horrível.
O sufoco só acaba quando eles dizem: pronto! Mas não por muito tempo pois daí já vem com um papelzinho pra remarcar a consulta. Porque será que eles não fazem tudo de uma vez???
E semana que vem tem mais tortura, quer dizer: dentista! hehe


.É isso.

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

.destino.

Uma mulher sozinha anda pela cidade. Ela pára em um café, senta-se, pede um capuccino e o aprecia como se fosse o primeiro de sua vida. Está feliz. Fazia tempo que não se sentia tão livre, tão plena, tão dona de si e de sua vida. Aquele era o seu momento. Dela consigo mesma. Onde podia optar e fazer o que quisesse. Não imaginava o quanto aquela sensação lhe faria bem.

Quando saiu de casa pela manhã, toda a sua vida havia acabado de desmoronar, aquele telefonema foi o estopim de tudo e não via como sair daquele estado. Mas, numa atitude louca e impensada, foi ao closet, pegou sua roupa preferida, aquela que a acompanhava em momentos decisivos, deu uma arrumada no cabelo e saiu. Saiu sem rumo, sem destino.

Agora aquele capuccino era o prazer maior, tudo o que ela precisava naquele momento. Ficou ali durante horas, não viu o tempo passar. E afinal tinha certeza que poderia fazer o que quisesse. Sua vida poderia seguir o caminho que fosse ou onde ela desejasse ir. Estava pronta.

Levantou, pagou seu café e voltou a caminhar pelas ruas daquela cidade que não era sua, mas que a acolhera. O destino lhe mostraria o caminho, essa era a sua única certeza.

.É isso.

segunda-feira, janeiro 21, 2008

.:Pra limpar um pouco as teias:.

O Achados está deixado de lado né? Mas por uma bela causa!
E essa causa já tem nome e sobrenome: Francisco Gaya Schimanski!!
É isso mesmo... meu filhote está crescendo em minha barriga, e o tempo anda cada vez mais curto para todas as coisas que pretendo fazer.
Chico chega em abril mas o tempo corre rápido demais!

Bem vindo 2008, esse ano promete mudar minha vida!

Bjos a todos os que se acharem por aqui! Não se percam, hein???


Vovó e Francisco Gaya!

.:É isso:.

PS: Meu nome mudou, agora sou Francisco Terra!
Related Posts with Thumbnails