terça-feira, março 10, 2009

.Em branco.

Hoje me deparei com uma folha em branco. Parada no estacionamento, esperando o momento de fazer minha prova, peguei o papel pra tentar escrever. Algumas vezes sinto vontade de escrever em momentos assim, me acalma, faz bem. Parece que nesses lugares mais inusitados é que surgem bons textos. Mas hoje, não. Hoje só o que consegui foi o vazio.
Na mente um turbilhão de coisas para preencher a folha, mas nada saía. Nenhuma linha sequer.

NADA.

As palavras estavam ali na minha frente, na minha cabeça, mas minhas mãos não conseguiam reproduzir o que a cabeça mandava. Me senti perdida nesse turbilhão de ideias e sensações.
Há alguns dias isso tem me acontecido frequentemente. Uma necessidade latente de escrever, quase como um jeito de respirar diante de tanta coisa que tem acontecido.
Mas nada.
Nenhuma linha.
Silêncio.
Vazio.

Saiu isso. É isso.

"Eu não sei se ela agora está fora de si, ou se é o estilo de uma grande dama".
Chico Buarque



.

4 comentários:

Nielle disse...

Teveum tempo em que eu estava assim e minha solução foi começar a escrever de lápis. Funcionou. E escrever qualquer coisa, que depois se arrumava. Mas minha questão era a mudança. O lápis me deu uma outra sensação. rs

Espero que logo você reencontre sua voz.
sabe, se não consegue se expressar pela escrita, será que não consegue pela leitura? a leitura nos revela e faz as coisas encontrarem lugar...

Panda disse...

Pequena, seja paciente. Este "branco" faz parte do ciclo de toda criação. É uma fase.

Mas mesmo assim... gostaria que minhas fases em branco fossem assim, como a sua. Palavras poucas, mas com efeito.

Hehehe

Parabéns. Beijos.

Panda disse...

Pequena, seja paciente. Este "branco" faz parte do ciclo de toda criação. É uma fase.

Mas mesmo assim... gostaria que minhas fases em branco fossem assim, como a sua. Palavras poucas, mas com efeito.

Hehehe

Parabéns. Beijos.

Alessandra Pilar disse...

Oi Nielle, pois então menina, já tentei mudar a maneira de escrever, larguei o computador e tentei com o papel mesmo. Às vezes isso funciona pra mim, pegar uma folha, sentar em um lugar tranquilo e deixar as ideias brotarem, mas no momento nem isso funcionou. Sou um pouco assim, de fases. Logo entro novamente no ritmo e tudo volta ao normal. OBrigada pelo comentário tão carinhoso. bjinhos.



Pandinha, amada. Eu sei das fases que TEMOS que passar algumas vezes, e tomara que essa me traga uma escrita melhor. Quem dera tivesse a tua escrita, mulher. Você tem um tom tão marcante, característico, um toque de humor que faz com que a gente queira saber mais, queira ler mais. Sou sua fã!!!
bjos bjos

Related Posts with Thumbnails