quinta-feira, março 26, 2009

.24 horas.

Ando precisando de dias mais longos ultimamente. É tanta coisa pra fazer, tanta coisa pra organizar, pra pensar que eu não sei mais como me dividir.
Parece que as horas andam escapando por entre meus dedos. Pisco e puf, já era, lá se vai mais um dia.
Entre mil e um afazeres, preocupações, trabalho, faculdade , Francisco, tudo o que tenho pra fazer, 24 horas não bastam. Preciso de umas 35 ou 36 pelo menos. E ainda tem os períodos de comer, banho, roupa pra lavar, casa pra limpar, brincar com o Chico. Carambaaaa!!!

Podiam inventar uma máquina de clonagem de mãe, seria perfeito. Em dias como hoje, em que a única coisa prazerosa de fazer era brincar com o meu filhote, eu entraria nessa máquina e clonaria uma outra de mim, novinha em folha só pra fazer as coisas chatas que não podiam ser adiadas. Perfeito.
E enquanto a minha clone trabalhava, costurava, passava fax, mandava email, fazia almoço, lavava louça; eu estaria totalmente livre pra deitar e rolar com o Chico no tapete da sala, explorando novos lugares, novas sensações, novas palavras e outras tantas coisas deliciosas de se fazer.

Tô cansada.
.É isso.

5 comentários:

Panda disse...

Pilar! Eu também já quis um clone. Quando estava aí no Brasil, era uma loucura, e olha, eu não tenho filho! Só a faculdade, o trabalho, os serviços de casa e as bandas me tomavam um tempo que eu não tinha. É o mal da mulher moderna. Ter que trabalhar fora e continuar a cargo dos afazeres domésticos. Mas, grande parte da minha canseira era porque eu nunca consegui ficar sem uma sarna pra me coçar. Se isto for mais uma coincidência entre nós, quer um conselho? Diminua um pouco as responsabilidades. Saiba dizer não a alguns trabalhos ou responsabilidades a mais que pintarem. Delegue alguns serviços de casa, mais simples que sejam, para o seu marido. Não tente usar sua super força de super mulher o dia inteiro, porque esta força, como tudo, também se desgasta. Faça somente o necessário e deixe o extraordinário para seus momentos com o Chico. E bola pra frente, o tempo é pouco, e passa rápido... logo seu filho vai ser um "hominho" e não vai exigir tanto. Então você sentirá saudades da época em que ele era totalmente dependente de você... hehehehe...
Beijo.

Alessandra Pilar disse...

Pandinha, então menina temos mais uma coisa em comum. Eu sou assim mesmo. Sempre arranjando mais uma coisa pra fazer. Parece que não vai ficar do meu jeito se outra pessoa fizer, sabe? E ter marido viajante é um problema pois nem posso delegar responsabilidades pra ele. Quando ele está em casa me ajuda muito, faz comida, lava a louça, mas no momento ele está viajando e não tenho com quem dividir as tarefas!!! hehehhe
Mas todo começo de ano é assim, daqui a pouco as coisas se ajeitam, a facul termina e minha vida entra nos eixos novamente: até eu me meter em mais alguma atividade! hahaha
bjosssssssss

Panda disse...

Eita nóis!!! Então somos mais parecidas do que pensávamos. E já sei, já sei, você não vai seguir meu conselho... hehehe... eu nunca consegui acatar tal atidude também. Realmente, se não for a gente, outra pessoa não faz. Ou se faz, nunca fica do nosso agrado. Hehehe... paciência, amada, o importante é que você não está deixando de ficar com seu baby. E quando tiver muuuito stressada, para tudo, respira fundo, dá um cheirinho no Chico ouvindo a música preferida dele que logo passa! Guenta firme aí! Beijos

Regina d'Ávila disse...

Seria maravilhoso...
Também querooooooo...hahaha
Amiga linda...adorei te conhecer, conhecer seu blog...
Maravilha...
Super beijosssssssssssss
Regina.

Alessandra Pilar disse...

Oi Regina, que alegria te receber aqui no meu cantinho. Venha sempre que quiser!!!
bjos mil.

Related Posts with Thumbnails