domingo, outubro 18, 2009

Distância.

Distante.
Tão longe.

Onde estarás nesse exato momento?
Real, efêmero, vazio, entre os dedos.
Onde encontro seu gosto, seu cheiro.

Do sonho, me lembro, me perco, me engano.
Mas sempre revejo você entre os planos.

Ah! Onde estarás nesse exato momento?
Distante, tão longe.
Tão perto, aqui dentro.

Não sei, nunca soube,
Onde vou ou quem sou?
Quem sabe?
Me explica, decifra, desvenda o segredo.

Eu espero como sempre.
Distante, tão longe.
Muito perto, aqui dentro.

Mas onde estarás nesse exato momento?
.
Alessandra Pilar
Sunday, October - 18 - 2009.

2 comentários:

Panda disse...

Linda poesia, petit... a solidão, a tristeza, a distância e as incertezas são um grande pé no saco, mas pra sempre serão as musas dos poetas!

Alessandra Pilar disse...

Com certeza Xandinha. É sempre assim quando estamos sozinhos sempre pintam boas poesias. Embora um pouco deprês né? hehehe.
bjo amada

Related Posts with Thumbnails