domingo, julho 30, 2006

..:: ELISABETHTOWN ::..

Ontem assisti o filme "Elisabethtown". Nossa! Esse filme me fez pensar em um monte de coisas.
O FRACASSO por exemplo. O que vem a ser fracasso. Fracassar é errar tentando acertar. Então não acho que seja propriamente um fracasso. Pois ao menos tentamos acertar. Acho que fracasso é não tentar. Errar em alguma coisa nos faz crescer e querer acertar da próxima vez. Sempre há a possibilidade de se acertar.
"Quando tudo está perdido, sempre existe um caminho. Quando tudo está perdido, sempre existe uma luz".
TENTATIVA E ERRO.
TENTATIVA E ACERTO.
Uma das coisas mais bacanas do filme é a descoberta. De si mesmo, dos lugares, das pessoas, das infinitas possibilidades.
Eu gostaria de ter tido a possibilidade de conhecer novos lugares com meu pai. Mas o destino quis que fosse diferente. Não tive a chance de levá-lo nos lugares que mais gostei, nem ele teve a chance de me levar onde ele mais foi feliz. Mesmo que fossem somente suas cinzas. Deixar um bocadinho dele em cada lugar especial pra mim. Nas Cataratas do Iguaçu, em Cabrália, em Maringá, na Guarda ou na Enseada.
Fazer uma viagem por novos lugares e deixar um pouco de si em cada um deles.
Às vezes a gente se perde no meio do caminho! Preciso também de um mapa pra me achar nessa vida. Um mapa com todos os lugares mais interessantes e a trilha sonora.
E se por acaso eu errar o caminho, é possível encontrar uma rota alternativa com mais infinitas possibilidades! Essa é a vida! A minha VIDA!

"Se não fosse isso, seria outra coisa!"

Ah!! E lembre-se:
"Você tem 5 minutos pra mergulhar na tristeza absoluta.
Aproveite, desfrute, descarte.
E siga em frente..."

Permaneça na SUA ROTA... pois aqueles que se arriscam... VENCEM!


..:: Enseada de Brito/SC - 21/07/2006 ::..


Um comentário:

marcelo disse...

hum!!
interessante ponto de vista, vi o filme também, achei que demonstra bem o modo de vista atual. onde o sucesso está relacionado aos dividendos financeiros, claro que tem o entretexto romantico da história, mas gostei também da parte da viagem em busca do autoconhecimento, dividindo as memórias, meio saudosista, mas gostei mesmo assim!! otimo mesmo, um modo bem ao estilo mais glamouroso de ver a existencia e aproveitar o conteudo do momento pensando pouco no amanhã, valorizando o agora.

Marcelo, criciuma-sc

Related Posts with Thumbnails