sexta-feira, junho 18, 2010

Como encontrar um sentido no meio da bagunça?

Há alguns dias que ando dentro de casa e vejo que tá tudo errado. Brinquedo espalhado, roupa em todo lugar, escritório bagunçado. E tenho me sentido perdida no meio disso tudo. Vejo simplesmente que não tem como encontrar um sentido no meio de tanta bagunça: seja interna ou externa! Minha vida está uma bagunça no momento.

Acordei com a sensação de que tinha que mudar algumas coisas pra que a vida entrasse novamente em prumo. Então tirei uns dias pra colocar minha vida em ordem e percebi o quanto acumulo coisas desnecessárias, quinquilharias, velharias, papéis inúteis, objetos quebrados, objetos que não fazem mais nenhum sentido.
Percebi o quanto minhas coisas estão jogadas, deixadas ao acaso. As realmente importantes estão perdidas no meio de tanta coisa inútil. E como é difícil se livrar de velhos hábitos e de velhas coisas.
Tenho percebido que isso é uma constante na minha vida.

Em outros campos também tem ocorrido muito isso.
E é um tal de energia estagnada em diversos sentidos da vida.

Comecei a tirar objetos das gavetas, coisas que eu sequer sabia que existiam. Sinal de que não fazem falta!
Aos poucos vejo minha casa tomando um novo rumo, e com ela minha vida também (espero!). Percebo que raramente tenho conseguido chegar ao fim de nada nesses meus longos anos de existência. Acumulo coisas que não uso, roupas que não gosto e projetos que não termino. Deixo tudo pela metade e sinto que minha vida está um pouco pela metade.

Preciso urgentemente chegar ao fim de alguma coisa para poder finalmente olhar pra trás e ter certeza de dever cumprido (ou de pelo menos ter dado um primeiro passo).

Apesar da bagunça que está por aqui (tem coisa espalhada por onde o olhar alcança) sinto que estou pela primeira vez no caminho. Talvez no meu caminho. Ou quem sabe a caminho!

Mas sinto pela primeira vez o gostinho de projetar algo e concretizar. Sensação maravilhosa!

Estou me sentindo muito bem. Com vontade de realizar coisas grandes.

Espero conseguir!

Se não consegue encontrar o rumo, consulte sua bússola interior. Com certeza vai encontrar um jeito de mudar o curso da sua história.

2 comentários:

Gelson disse...

Ninguem é comum e eu sou ninguem
No meio de tanta gente de repente vem
Mesmo eu no meu automóvel no trânsito vem
O Profundo silêncio............. Petar Gast..... (Caetano Veloso)

Suzi disse...

Ai, a bagunça!
Estou num processo desses e organização está sendo a minha meta.
Dói e cansa, né?

Related Posts with Thumbnails